Networking

/ Archive for October, 2015

ModelVitiDouro vai prever par√Ęmetros de produ√ß√£o de vinho no Douro

Wednesday, October 7th, 2015

O ModelVitiDouro vai permitir prever as datas de floracao pintor e maturacao alem de indicadores de producao_reduzida

Ferramenta online, que promete ganhos de eficiência e competitividade para os produtores, vai ser desenvolvida pelo CITAB.

Uma equipa multidisciplinar do CITAB vai desenvolver o ModelVitiDouro, uma plataforma na internet que permitir√° a previs√£o atempada dos par√Ęmetros de produ√ß√£o vit√≠cola na Regi√£o Demarcada do Douro (RDD), juntamente com as adegas cooperativas de Mes√£o Frio (Baixo Corgo), Favaios (Cima Corgo) e Freixo de Espada √† Cinta (Douro Superior).

‚ÄúPretendemos desenvolver um modelo que permita prever com alguma anteced√™ncia os v√°rios estados de desenvolvimento fenol√≥gico da videira, como a data de flora√ß√£o, do pintor, de matura√ß√£o ou at√©, eventualmente, do abrolhamento, e tamb√©m indicadores de produ√ß√£o‚ÄĚ, explica o coordenador do projeto e investigador do CITAB, Jo√£o Santos.

O ModelVitiDouro servir√° para a inser√ß√£o de dados de campo e de algumas informa√ß√Ķes meteorol√≥gicas, recolhidas nas esta√ß√Ķes instaladas nas tr√™s adegas envolvidas, cuja localiza√ß√£o representa as tr√™s principais zonas clim√°ticas da RDD.

‚ÄúIr√° auxiliar as adegas na planifica√ß√£o das atividades ao longo do ano e completar a informa√ß√£o da evolu√ß√£o da vinha que os respons√°veis v√£o tendo em tempo real, com um impacto positivo a n√≠vel econ√≥mico. Isto porque os ganhos de efici√™ncia repercutir-se-√£o em poupan√ßas efetivas e num aumento da competitividade‚ÄĚ, frisa Jo√£o Santos.

O respons√°vel da equipa multidisciplinar do CITAB refere que quando ‚Äúse faz a observa√ß√£o da videira ou das uvas‚ÄĚ nas adegas, muitas vezes, surge a necessidade de ‚Äúcomplementar essa informa√ß√£o com dados cient√≠ficos‚ÄĚ, servindo esta ‚Äúplataforma de base cient√≠fica‚ÄĚ para confirmar a informa√ß√£o emp√≠rica que os viticultores, os engenheiros agr√≠colas e os en√≥logos v√£o tendo no terreno.

‚ÄúO ModelVitiDouro vai permitir corroborar se aquilo que est√° a ser observado era expect√°vel, tendo em conta as condi√ß√Ķes clim√°ticas anteriores, e projetar tamb√©m o que poder√° acontecer no futuro pr√≥ximo‚ÄĚ, sinteza o investigador.

O modelo estat√≠stico-din√Ęmico vai integrar dados meteorol√≥gicos, imagens de sat√©lite e registos de p√≥len da rede do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto.

A plataforma online vai ser desenvolvida por uma equipa multidisciplinar do CITAB até 2017, com especialistas em clima, solos, fisiologia vegetal, enologia e agronomia, o que garante que todos os aspetos do desenvolvimento da videira serão devidamente acautelados.

O Modelo de previs√£o do desenvolvimento e produ√ß√£o vitivin√≠cola na Regi√£o Demarcada do Douro (ModelVitiDouro) √© financiado pelo Fundo Europeu Agr√≠cola de Desenvolvimento Rural (FEADER) e pelo Estado Portugu√™s atrav√©s da Medida 4.1. Coopera√ß√£o para a Inova√ß√£o do programa PRODER ‚Äď Programa de Desenvolvimento Rural, num total de 140 mil euros. √Č o primeiro projeto do g√©nero em Portugal, que aposta numa aplica√ß√£o pr√°tica da ci√™ncia, em termos de gest√£o das adegas, e privilegia a liga√ß√£o de parceria entre o CITAB e o setor privado.‚Äč